Escolha uma Página

Jeovani Salomão

Com origem em uma família humilde, Jeovani Salomão nasceu Taguatinga e foi criado no Guará, bairros de classe média da capital federal. Formou-se em matemática pela Universidade de Brasília e após breve passagem pelo serviço público federal iniciou sua carreira no setor de Tecnologia da Informação onde se tornou executivo de um importante grupo empresarial do país.

Após seis anos de atuação, tendo liderado projetos de âmbito nacional com mais de 4.000 colaboradores, movido pelo espírito empreendedor, assumiu o risco e decidiu fundar a Memora Processos Inovadores, empresa com destacada atuação no mercado, com sede em Brasília, filial em São Paulo e com projetos em vários estados brasileiros, da qual, há mais de 10 anos, é presidente e sócio majoritário.

Iniciou sua trajetória no campo da representação setorial em 2007 ao ocupar a presidência do Sindicato da Indústria da Informação do Distrito Federal – SINFOR DF, papel que desempenha como interlocutor das empresas de TI da capital do país. Participou, e ainda remanesce em alguns, de diversos Conselhos dentre os quais do COPIN-CNI, Federação das Indústrias do DF, Sicoob Empresarial, Secretaria de Ciência e Tecnologia do DF, Secretaria de Trabalho e Emprego do DF e Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília.

Casado e pai de cinco Filhos, Jeovani Salomão assume a presidência da Assespro Nacional tendo como principal desafio ampliar o diálogo da indústria de tecnologia com os poderes executivo, legislativo e judiciário, promovendo a competência das empresas brasileiras enquanto fonte para geração de inovação e conhecimento. Como Vice-Presidente de Articulação Política da Federação, cargo que ocupou até dezembro de 2014, foi responsável pela articulação e defesa de diversos projetos de interesse do setor junto ao governo, entre eles a nova lei de licitações e o marco regulatório da terceirização.

De perfil arrojado e totalmente inclinado ao debate, o novo Presidente da Assespro defende uma alternância na matriz de desenvolvimento do Brasil, tendo a indústria de TIC como o principal vetor de retomada do crescimento. Entusiasta da economia criativa, uma das prioridades de Salomão é lutar por um ambiente empresarial mais competitivo, favorável à criação de empresas de base tecnológica – Startups, categoria na qual pretende ampliar a representação da entidade durante a sua gestão.

Jogador de bridge e praticante de diversos esportes, nas próximas páginas Jeovani Salomão faz uma análise das perspectivas do setor de TIC no Brasil, indica os gargalos que comprometem a competitividade das empresas brasileiras e lança uma visão de futuro sobre o papel da tecnologia no desenvolvimento econômico e social.

FALE CONOSCO

Pin It on Pinterest

Share This